top of page

Tantra clássico Vs Neotantra.

Hoje em dia, não se pode andar três metros em uma comunidade espiritual sem esbarrar em algo rotulado como tantra.


Parece haver muita confusão sobre o que é realmente o tantra. A maioria dos workshops e cursos que vi não parece ter muito em comum com o tantra clássico, como foi praticado durante séculos.


Isso não significa que o neo-tantra (interpretação ocidental do Tantra) é ruim ou errado, mas parece importante trazer clareza ao campo para que, se você estiver procurando o caminho mais tradicional e espiritualmente orientado do tantra, você não se perca nas outras opções e interpretações.


Linhagem


Neo-tantra, como o próprio nome indica, é um desenvolvimento recente. Sob este guarda-chuva, praticamente qualquer um pode se rotular como professor de tantra, não importa sua experiência ou conexão com uma linhagem tântrica genuína.


Assim, o neo-tantra acaba sendo uma mistura de alguns conceitos do tantra tradicional. É uma mistura moderna com psicologia e trabalho de sombras, elementos xamânicos e muitas práticas extraídas de modalidades de cura recentemente desenvolvidas.


O tantra clássico era tradicionalmente transmitido de professor para aluno. Um treinamento rigoroso garantiu que a mensagem e as técnicas essenciais fossem preservadas ao longo de muitas gerações.


Pela prática intensa, os iogues tântricos descobriram quais técnicas funcionavam bem e quais não funcionavam. Assim, se você começou a estudar com um professor de uma linhagem estabelecida, você poderia ter certeza de que estava sendo apontado na direção certa.


Com práticas mais recentes, você não sabe realmente no que está se metendo, porque há pouco embasamento e preparo dos profissionais.


Práticas


O tantra clássico tem tudo a ver com prática, prática e mais prática!


É preciso muita presença e controle das energias para poder trabalhar com as forças intensas que são invocadas na sadhana tântrica. (A energia sexual, por exemplo, é notoriamente desafiadora).


A meditação e a hatha yoga são a base do iogue tântrico.

As conexões com as energias cósmicas são formadas através de rituais e do uso de mantra e yantra. É um caminho que requer compromisso, maturidade e consciência refinada. Isto não acontece da noite para o dia, mas a partir de uma prática consistente durante muitos meses ou anos.


Em contraste, o neo-tantra é geralmente bastante livre e fluido. O profundo ensinamento tântrico de que tudo é divino, é mal interpretado para significar que você não tem que praticar ou trabalhar através das dificuldades, mas, se ressignificado para alinhar com a visão e a prática, pode trazer muitos frutos.



Em qualquer caso, o que você encontrará nos ensinamentos neotântricos é geralmente um saco misto. Um pouco de yoga, um pouco de "respiração", alguns exercícios psicológicos, talvez novos e atualizados rituais para a mente ocidental...


Não há razão para não tentar se isto lhe chamar.

E tampouco significa que eles são pouco eficazes ou profundos.

Apenas que para perceber mudanças significativas, você precisa investir em uma pratica diária e disciplinada


Sexualidade


Para a maioria das pessoas ocidentais, "tantra" é apenas uma palavra espiritual chique para sexo!


Esta abordagem é típica do neo-tantra. A maioria das pessoas que afirmam ser professores de tantra hoje em dia são mais como terapeutas sexuais ou curandeiros sexuais. Isto em si é bom e muito necessário, mas muito longe do tantra, como era tradicionalmente praticado.


A sexualidade é apenas um elemento do tantra clássico. O abraço da energia sexual e outras práticas tabu foi apenas o que diferenciou o tantra dos caminhos espirituais e religiosos mais conservadores e socialmente aceitáveis na Índia e no Tibete.


No tantra clássico, você faz amor a fim de encontrar Deus. Olhando a cena espiritual de hoje, pode-se dizer que no neo-tantra, você tenta encontrar Deus para ter bom sexo!


Intenção


O Neo-tantra existe principalmente no plano "horizontal". Trata-se principalmente de cura, conexão com outras pessoas e auto-aperfeiçoamento em nível pessoal. Embora possa haver muita conversa sobre chakras e energias, e alguma vaga idéia do Divino ou do Universo, essencialmente ela vem de uma perspectiva pessoal e visa a isso.


Há muito pouca indicação para a transcendência, para aquela dissolução de todos os conceitos e estruturas do ego que realmente leva à união com o Divino.


No tantra clássico, este é o ponto principal.

Controle de energias, traumas curativos, ter relacionamentos saudáveis ou o que mais possa acontecer ao lado, e muitas vezes acontece. Mas o que realmente importa é ir para a Verdade, aquela luz da Consciência na qual tudo se dissolve.


Nenhuma das perspectivas é melhor ou pior do que a outra. Não é errado estar interessado no desenvolvimento pessoal ou na cura! A única coisa é ter a clareza e autenticidade para reconhecer sua própria intenção e comprometer-se com ela. Permitir espaço para mais profundidade, se é isso que a vida lhe oferece.


Nossa verdadeira natureza é espiritual, portanto, vivendo através desta experiência humana, você pode encontrar algo mais que se torna mais importante.


No entanto, esta mudança não acontece porque você quer aparecer de uma certa maneira ou ser diferente do que você é.

Ela deve vir de dentro, de um chamado genuíno do coração.

Compreendendo a Realidade não-dual.

De que você já é perfeito.

E precisa se reencontrar.


Vamos juntos?

Sri Matre Namaha.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page